fbpx

Viajar com Incontinência Urinária: Dicas para umas Férias sem Complexos

Viajar com Incontinência Urinária: Dicas para umas Férias sem Complexos

Viajar com Incontinência Urinária: Dicas para umas Férias sem Complexos
Num período pandémico como o que nos encontramos, planear as bem merecidas férias envolve uma grande quantidade de variáveis, limitações e pressupostos que devem ser pensados previamente, seja uma viagem de carro, de avião ou de comboio.
Para além das condicionantes da pandemia, existem outros fatores a ter em conta e que não são planeados, como por exemplo, alterações climáticas, problemas mecânicos, ou até problemas de saúde. Cerca de metade dos portugueses com idade superior a 65 anos precisa de planear as suas viagens tendo em conta as condicionantes provocadas pela incontinência urinária.

Para quem sofre de incontinência urinária, viajar pode parecer um bicho de sete cabeças, mas essa condição não deve impedir a população sénior ativa de sair de casa, da cidade ou mesmo do país. O desafio de controlar as fugas ocasionais de urina, as visitas frequentes à casa de banho ou uma perda total do controlo da bexiga, precisam de uma abordagem realista e um planeamento cuidado que podem ajudar a evitar situações embaraçosas.

Para que tudo corra como esperado e se seja possível precaver, tanto quanto possível, estas situações, temos alguns conselhos para ajudar a evitar acidentes e garantir que, tanto a pessoa que sofre de incontinência, como os acompanhantes, estejam preparados para situações inesperadas relativas à incontinência urinária.

1- Planeamento

Ao viajar de carro, estude o trajeto, identifique saídas de autoestradas, áreas de serviço ou de descanso e tenha em consideração paragens regulares para ir ao WC. O Google Maps pode destacar cada área de descanso ao longo do trajeto, para que consiga identificar quando e onde pode parar. Certifique-se de que terá de ter em consideração estas paragens no seu cronograma de viagem, para garantir que chega ao seu destino no horário desejado.

Se viajar de avião, tente informar-se sobre o espaço dos terminais dos aeroportos que vai usar. Essa informação é útil para conseguir utilizar rapidamente os WC mais próximos antes do embarque e imediatamente após o desembarque. Na maior parte dos aeroportos já existem instalações sanitárias apropriadas para pessoas com mobilidade reduzida, ou que necessitem de mais tempo para gerir o processo de controlo da incontinência urinária.

Viajar com Incontinência Urinária - Planeamento

2- Escolha adequada dos produtos de incontinência e de roupa

Todos os processos de incontinência devem ter um plano adequado de gestão e que envolve a seleção da tipologia de produtos adequados. Uma vez que as viagens de automóvel, avião ou comboio exigem estar sentado por grandes períodos de tempo, deverá ter sempre em consideração produtos que tenham boa capacidade de absorção e também de retenção de líquidos (tenham na sua composição uma boa quantidade de polímeros superabsorventes que evitem refluxos), pois as circunstâncias da viagem vão obrigar a que haja uma maior pressão/esmagamento sobre os produtos absorventes de incontinência urinária. Se usa produtos de incontinência Egosan, aconselhamos a utilizar um nível de absorção superior ao que usa normalmente. Veja aqui os níveis existentes.

Se tem por hábito usar pensos de incontinência urinária, também aconselhamos que nestas alturas utilize uma cueca-fralda, porque garantem maior conforto e segurança, mantendo a total discrição. As roupas a selecionar também são importantes, porque devem ser confortáveis e fáceis de trocar. Ninguém irá notar nada, esse segredo fica bem guardado connosco.

Viajar com Incontinência Urinária - Escolher produtos

3- Limite a ingestão de líquidos antes e durante as viagens mais longas

Mudanças na pressão da cabine do avião e cintos de segurança apertados podem exercer pressão extra sobre a bexiga, especialmente se estiver cheia. E lembre-se, as casas de banho também não abundam nos aviões e são muito limitadas no espaço. Recorde-se também que o sinal de apertar o cinto de segurança é notoriamente imprevisível.

A hidratação é sempre um fator a estudar cuidadosamente, porque se houver a possibilidade de limitar a ingestão de líquidos deve fazê-lo antes e durante a viagem de avião, ou outros transportes de longo curso. Evite sempre bebidas que possam potenciar a diurese ou o aumento do fluxo urinário, como refrigerantes, chá e café. Água à temperatura ambiente é sempre a solução mais favorável para a bexiga. Considere também notificar discretamente um comissário de bordo sobre a incontinência urinária antes da descolagem, pois pode ser útil se o avião atrasar.

Viajar com Incontinência Urinária - Ingestão liquidos

4- Mala de viagem

Fazer a mala inclui ter uma bolsa de viagem preparada, para manter sempre à mão os produtos de incontinência extra, como toalhetes húmidos de limpeza e uma muda de roupa. Artigos como sacos plásticos são úteis para, de forma discreta, guardar roupas sujas e descartar produtos de incontinência usados. Estes procedimentos, não só ajudam a evitar algum percalço, como também podem garantir segurança extra, no caso de a companhia aérea perder a sua bagagem.

Quando se trata da sua mala de viagem principal, certifique-se de incluir vários produtos extra de incontinência. É certo que os produtos Egosan já estão disponíveis em mais de 40 países, mas existe sempre a hipótese de não encontrar, nos locais que vai visitar, os produtos que lhe oferecem a confiança a que está habituado. Os produtos Egosan são especialmente desenhados para indivíduos que sofrem de incontinência urinária e todos os aspetos estão estudados, incluindo a forma como os mesmos são embalados, ocupando o menor espaço possível. Incluir neste processo os resguardos, poderá ser importante para garantir que os colchões e outros móveis permanecem limpos e secos.

Viajar com Incontinência Urinária - Mala de viagem

5- Reserve um lugar no corredor, se possível

Um lugar de corredor é a opção mais conveniente e pode ajudar a evitar constrangimentos quando se trata de acordar outros passageiros e/ou pedir-lhes que se mudem a cada pausa para ir ao WC. Embora possa não ser agradável sentar perto de um WC num voo ou numa viagem de comboio, permite um rápido e fácil acesso, bem como um maior controlo da disponibilidade da casa de banho. Se fizer a reserva numa companhia aérea que não atribui lugares, considere o recurso de check-in antecipado. Isto garantirá um lugar na frente da linha de embarque e aumentará a probabilidade de conseguir um lugar compatível com as suas necessidades.

Viajar com Incontinência Urinária - Lugar no corredor

6- Converse com um médico sobre medicamentos

Existe medicação específica para ajudar com os sintomas de bexiga hiperativa (BH) e incontinência de urgência. De acordo com os urologistas, alguns desses medicamentos podem levar algumas semanas para atingir seu efeito terapêutico completo, portanto, discuta essa opção com um médico numa data muito anterior à sua viagem.

Viajar com Incontinência Urinária - Falar com médico

7- Aprenda a perguntar: “Onde fica o WC?”

Isto é de vital importância ao viajar para países estrangeiros. Relembre algumas outras frases básicas antes de viajar para o exterior para garantir que a sua viagem seja agradável e corra bem. Aqui estão algumas para começar:

Inglês: Where is the bathroom, please?
Francês: Où sont les toilettes, s’il vous plaît?
Espanhol: Perdóneme ¿Dónde está el baño?
Alemão: Wo ist die Toilette, bitte
Árabe: Ayna Al Hammam?

Viajar com Incontinência Urinária - Pedir indicações

Se já viajou com incontinência urinária, ou acompanhou um familiar ou amigo com essa condição, gostaríamos de conhecer a sua experiência e o que aprendeu com esse processo. Se tiver outros conselhos, gostaríamos de ouvir.